OlhandoaCidade

Palácio São Joaquim

Estas são as últimas das fotos que bati no dia da eleição, quando mudaram minha zona da Igreja do Sagrado Coração de Jesus para o Colégio Zacharias e tive que ir marchando até lá. Fui lentamente, lambendo a paisagem e as coisas. Muitas fotos bonitas, entre elas o Palácio São Joaquim, meu antigo vizinho.

Nesta bancada o Papa Franciso abençoou o Rio de Janeiro e rezou um Angelus. Usei esta imagem no filme que fiz para a Paróquia de São Pedro do Mar.

Localizado na Rua da Glória 446, bem perto de onde morei, número 318. Do ladinho. É um prédio bonito e repleto de história e textos para pesquisar. E a maioria não sabe nem o nome, ou onde fica.

O Visconde de Meriti e sua família.

Pesquisando, vi que naquele terreno existia o Palacete do Barão e depois Visconde de Meriti, homem muito rico na época do império. Banqueiro, Sogro do Marques de Abrantes, dava bailes incríveis em sua residência, com a presença de suas Altezas Reais D. Pedro II e D. Teresa Cristina. É pertinho da Igreja do Outeiro da Glória e de lá vinha o Imperador para os regabofes. Como curiosidade, ficou registrado que em um destes bailes foi servido pela primeira vez no Rio de Janeiro, sorvete! 1835. Ainda não tinha sido inventada a geladeira e nesta época importava-se grandes cubos gelo dos Estados Unidos em navios. No processo podia perder-se até 40% do peso, mas as grandes pedras de gelo chegavam e dava para fazer sorvete.

Estava florido.

Pois é, mas o palacete foi abaixo e no local foi construído o Palácio da Mitra Episcopal, o São Joaquim. É um projeto neoclássico do arquiteto espanhol Adolpho Morales de Los Ríos, que projetou também o Museu Nacional de Belas Artes e o antigo STF na Cinelândia. O STF seria o palácio para a Mitra, mas o Cardeal Arcoverde preferiu trocar pelo local na Glória, maior.

Em frente ao palácio, bati esta foto do busto do Cardeal Arcoverde com o Outeiro da Glória ao fundo. No toldinho verde localiza-se a Taberna da Glória, onde curto uma feijoada.

O Prédio é tombado. Lá moram hoje o Arcebispo Dom Orani Tempesta e meu amigo, o novo Bispo Dom Tiago Stanislaw. Sendo assim, um dia espero visitar o palácio e fazer umas fotos de seu interior, que tem obras de arte interessantes.

Na virada de 2019 para 2020 recebi a benção de Dom Orani. Funcionou, não morri em 2020. Sobrevivi.

Tornei-me amigo de Dom Tiago quando ela era Pároco na Igreja de São Pedro do Mar, no Recreio dos Bandeirantes. Fizemos juntos um filme para ajudar na captação de recursos para finalizar a igreja. Polonês, o Bispo Tiago é do clero diocesano, um padre secular, do mundo, motociclista! Além de sua amizade e conselhos, divido com ele a paixão pelo motociclismo. Cliquem aqui e vejam aqui que interessante.

Eu e Dom Tiago conversando e provando um café em Laranjeiras.

De todos os posts que escrevi até agora, parece-me que este foi o que mais facilmente retornou informações e vou listar aqui embaixo alguns dos links para quem se interessar mais, com mais fotos e informações. Que bom que tenha tanta gente trabalhado para valorizar nossa cidade.

Lindo, e pouca gente o nota.

Wikipedia
O Rio que o Rio não vê
MultiRio
Diário do Rio

Espero que tenham curtido e cliquem nos links acima para ver mais fotos e saber mais sobre o Palácio São Joaquim. Infelizmente ele não aceita visitas, mas não custa passar devagar pela Rua da Glória e dar uma boa olhada.

Publicitário, Designer, Historiador, Jornalista e Pioneiro na Computação Gráfica. Começou em publicidade na Artplan Publicidade, no estúdio, com apenas 15 anos. Aos 18 foi para a Propeg, já como Chefe de Estúdio e depois, ainda no estúdio, para a Agência da Casa, atual CGCOM, House da TV Globo. Aos 20 anos passou a Direção de Arte do Merchandising da TV Globo onde ficou por 3 anos. Mudando de atuação mais uma vez, do Merchandising passou a Computação Gráfica, como Animador da Globo Computação Gráfica, depois Globograph. Fundou então a Intervalo Produções, que cresceu até tornar-se uma das maiores produtoras de Computação Gráfica do país. Foi criador, sócio e Diretor de Tecnologia da D+,depois D+W, agência de publicidade que marcou uma época no mercado carioca e também sócio de um dos primeiros provedores de internet da cidade, a Easynet. Durante sua carreira recebeu vários prêmios nacionais, regionais e também foi finalista no prestigiado London Festival. Todos com filmes de animação e efeitos especiais. Como convidado, proferiu palestas em diversas universidades cariocas e também no 21º Festival da ABP, em 1999. Em 2000 fundou a Imagina Produções (www.imagina.com.br), onde é Diretor de Animações, Filmes e Efeitos até hoje. Foi Campeão Carioca de Judô aos 15 anos, Piloto de Motocross e Superbike, mantém até hoje a paixão pelo motociclismo, seja ele off-road, motovelocidade e "até" Harley-Davidson, onde é membro fundador do Museu HD em Milwaukee. É Presidente do ForzaRio Desmo Owners Club (www.forzario.com.br) e criou o site Motozoo® - www.motozoo.com.br -, onde escreve sobre motociclismo. Como historiador, escreve em https://olhandoacidade.imagina.com.br. Maiores informações em: https://bio.site/mariobarreto

4 Comentários

  • Rosa Amaral

    Que maravilha! Como sempre, um passeio pela nossa história com o olhar de quem ama esta cidade maravilhosa!
    Parabéns, primo!

  • Lucia Martins

    Parabéns e obrigada Mário! Sempre nos presenteando com suas fotos e relatos históricos tão curiosos e ricos em cultura!👏🏻👏🏻👏🏻

  • Maria Inês Barreto da Costa

    O local merece o nome: Palácio! É lindo mesmo, grandioso. Mas tá precisando de um jardineiro rsrsrs. Nem sabia que era habitado. Mas já que você conhece os moradores, quem sabe? não consegue fazer uma ‘visita’, heim? Obrigada. Adorei conhecer a história do Palácio São Joaquim.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.