OlhandoaCidade

Hospital dos Servidores do Estado

Fui hoje atendido no Hospital Federal dos Servidores do Estado, ali na Gamboa, na Rua Sacadura Cabral. Passo pouco por ali, sabia da existência deste hospital mas nunca tinha prestado atenção nele. É tudo muito arborizado, fica ali pertinho do Cais do Valongo.

Foi um exame oftamológico completo, e o SISREG me designou para lá. Segundo minhas pesquisas posteriores, em 1934 Getúlio Vargas assinou o decreto criando o Hospital, que no entanto, só ficou pronto 13 anos depois, quando em 1947 ele foi finalmente inaugurado. Foi nomeado Diretor o nome de Rua na Tijuca, o Dr. Moura Britto (Raymundo). Desde o seu início o Hospital se destaca por seu pioneirismo e por uma vocação educacional, e gaba-se hoje de ter 90% de Especialistas Titulados, 30% de Mestres , 10% de Doutores e 30% de profissionais com Especialização no Exterior.

Nele foi implantado o primeiro Rim artificial da América do Sul, o primeiro transplante Renal e Cardíaco da cidade do Rio de Janeiro. Cinco presidentes da República ficaram internados lá, em um tempo em que o Rio de Janeiro era uma potência no país, antes das redes D’Or e outras, que hoje dominam o panorama hospitalar da cidade. Naqueles tempos o Hospital dos Servidores do Estado devia ser o top top.

Parei o carro nas redondezas, que não é bonita. Nas franjas ali do Morro do Livramento, de noite deve ser um perigo aquilo ali.

Ao entrar, percebe-se que é um local histórico, pela grossura das paredes, pelas peças de bronze, pelo mármore no chão e na qualidade geral dos equipamentos do passado. Não se constrói mais assim. É amplo, mas não é enorme. Entrei pela portaria da Rua Sacadura Cabral, mas tem outra entrada pela Avenida Venezuela, nem sei qual é a entrada principal. A que eu entrei é mais antiga, a outra, é mais moderna. Os médicos parecem ser todos jovens e bem dispostos.

O atendimento foi ótimo. Subi de escada rolante até o quarto andar, onde fica o departamento de oftalmologia. Fui bem atendido do início ao fim e o enorme departamento é bem equipado, amplo, tranquilo, adorei.

No final, graças a Deus, foi constatado que dentro do possível meus olhos estão bons, meu óculos adequados e demais pressões e imagens, corretas!!! Eu não tinha queixas, mas minha médica pediu estes exames.

Foi legal conhecer este hospital, peça viva e operante de um Rio de Janeiro grande e importante do passado. Espero não voltar tão cedo, mas se voltar, será um prazer.

Publicitário, Designer, Historiador, Jornalista e Pioneiro na Computação Gráfica. Começou em publicidade na Artplan Publicidade, no estúdio, com apenas 15 anos. Aos 18 foi para a Propeg, já como Chefe de Estúdio e depois, ainda no estúdio, para a Agência da Casa, atual CGCOM, House da TV Globo. Aos 20 anos passou a Direção de Arte do Merchandising da TV Globo onde ficou por 3 anos. Mudando de atuação mais uma vez, do Merchandising passou a Computação Gráfica, como Animador da Globo Computação Gráfica, depois Globograph. Fundou então a Intervalo Produções, que cresceu até tornar-se uma das maiores produtoras de Computação Gráfica do país. Foi criador, sócio e Diretor de Tecnologia da D+,depois D+W, agência de publicidade que marcou uma época no mercado carioca e também sócio de um dos primeiros provedores de internet da cidade, a Easynet. Durante sua carreira recebeu vários prêmios nacionais, regionais e também foi finalista no prestigiado London Festival. Todos com filmes de animação e efeitos especiais. Como convidado, proferiu palestas em diversas universidades cariocas e também no 21º Festival da ABP, em 1999. Em 2000 fundou a Imagina Produções (www.imagina.com.br), onde é Diretor de Animações, Filmes e Efeitos até hoje. Foi Campeão Carioca de Judô aos 15 anos, Piloto de Motocross e Superbike, mantém até hoje a paixão pelo motociclismo, seja ele off-road, motovelocidade e "até" Harley-Davidson, onde é membro fundador do Museu HD em Milwaukee. É Presidente do ForzaRio Desmo Owners Club (www.forzario.com.br) e criou o site Motozoo® - www.motozoo.com.br -, onde escreve sobre motociclismo. Como historiador, escreve em https://olhandoacidade.imagina.com.br. Maiores informações em: https://bio.site/mariobarreto

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.