OlhandoaCidade

Basílica de Santa Teresinha do Menino Jesus

E hoje vamos olhar mais uma igreja da cidade. Naquele dia em que vim andando da Rua Ceará até em casa, vejam aqui, passei na porta da Igreja de Santa Teresinha de Jesus. Eu nunca tinha olhado direito para ela.

Fica bem em frente ao Instituto de Educação, na Rua Mariz e Barros, que nasce na Praça da Bandeira e morre bem em frente a minha casa. É uma rua importante na Tijuca, nela também eu já olhei o Hospital Gaffrée e Guinle, que vc pode ver clicando aqui ó.

Está bem apertadinha ali, discreta no meio de um monte de prédios. Clique aqui para ver onde é. Na hora em que passei, estava fechada, vazia. Não é uma igreja assim bonita bonita de admirar, mas a história de Santa Teresinha é um assombro.

Teresa de Lisieux, mais conhecida como Santa Teresinha do Menino Jesus e da Santa Face morreu jovem, de tuberculose, aos 24 anos de idade e neste pouco tempo tornou-se uma das mais populares santas do catolicismo moderno, padroeira da França junto com Santa Joana D’Arc e Doutora da Igreja, a mais jovem e a quarta mulher entre 37.

Ela é padroeira dos aviadores, floristas, das doenças e das missões. Seus pais também foram canonizados em 2015 pelo Papa Francisco, e são São Luis Martin e Santa Zélia Gurin Martin.

Em sua busca pela santidade, SantaTeresa acreditava que não era necessário realizar atos heróicos e nem “grandes feitos” para atingir a santidade e nem para expressar o amor de Deus:

“Procurarei buscar meios de chegar ao céu por um pequeno caminho – muito curto e muito reto, um pequeno caminho que é totalmente novo. Vivemos numa era de invenções; atualmente os ricos não precisam mais sequer subir escadas, pois têm elevadores para isso. Bom, eu tentarei encontrar um elevador pelo qual eu possa ser elevada a Deus, pois sou muito pequena para escalar a íngreme escada da perfeição. […] Teus braços, então, Ó Jesus, são o elevador que deverão elevar-me até o céu. Para chegar lá, não preciso crescer; ao contrário, preciso permanecer pequena, preciso me tornar ainda menos.”

Santa Teresinha em História de uma Alma

Vale apena ler um pouco mais sobre a vida de Santa Teresinha, uma vida tão diferente da nossa. Eu me emocionei ao ler os detalhes de sua devoção. É uma Santa moderna, então temos muito material e até fotos dela. E vale a pena também dar uma olhadinha na sua Igreja aqui na Tijuca, não custa nada né?

“Enquanto desfruta das alegrias do céu, lembre-se de espalhar as estrelas que você prometeu generosamente”

Vamos andando, vivendo, e olhando a cidade.

Historiador, Diretor de Filmes, 3D/VFX. Guru em Computação, viciado em Motociclismo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

EnglishFrançaisItalianoPortuguêsEspañol