Categorias
OlhandoaCidade

Almirante Cochrane

E eu tinha até esquecido que hoje é feriado. Comemoramos a independência do Brasil.

Não entendo bem porque esta história foi-me tão mal contada quando no meu tempo de escola. Foi uma luta. Uma história incrível e cheia de guerras e resistências. Mas não vou dar aula de história, apenas lembro que minha filha Joana mora também na Rua Visconde de Pirajá.

Joaquim Pires de Carvalho e Albuquerque, o Coronel Santinho, recebeu o título de barão e depois visconde de Pirajá devido a sua inestimável atuação na Guerra de Independência na Bahia. Minha filha mora na História da Independência do Brasil.

E eu, moro na esquina da Rua Almirante Cochrane. Thomas Cochrane, o 10º Conde de Dundonald e Marquês do Maranhão (que coisa né?) é uma das figuras mais incríveis da história e como Primeiro Almirante da Marinha Imperial do Brasil, foi também fundamental em nossas guerras de independência. Eu também moro na História da Independência do Brasil.

Aproveitei e fui lá ver o monumento em sua homenagem. Discreto, detonado, com a placa roubada também. Triste. Desproporcional com a figura incrível que ele foi.

Documento Detonado e Mixuruca.

Temos sim, algo para comemorar, e algo que foi conquistado com esforço e luta de pessoas do passado, independentemente de suas motivações.

Bom feriado para todos.

Mário Barreto

8-12-2020: Vejam que beleza, colocaram uma placa!

Não é o ideal, mas as ideais, roubam…

Por Mário Barreto

Historiador, Diretor de Filmes, 3D/VFX. Guru em Computação, viciado em Motociclismo.

3 respostas em “Almirante Cochrane”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.